Equipe de BI pode atuar em BICC ou projetos.

Equipe de BI: como ter um dream team

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
Tempo de leitura: 4 minutos

No mundo ideal, a business intelligence é uma cultura difundida em todo o negócio, transversal aos diversos setores e processos. O cotidiano, entretanto, mostra que ainda há muito a fazer para que empresas e profissionais se alinhem às melhores práticas. Uma das estratégias que pode e deve ser adotada para isso é a constituição de uma robusta equipe de BI. Para formar esse dream team é preciso estar-se atento a alguns requisitos fundamentais.

Se sua empresa ainda está nos níveis iniciais de formação de cultura de BI, é possível que não haja nenhuma estrutura interna preparada para isso. Se já há algum engajamento com o conceito, a dificuldade encontrada pode a de uma estrutura limitada ou compartimentada. A equipe de BI precisa ser multifuncional e ter um grau alto de autonomia.

A business intelligence costuma chegar aos negócios por meio da área de TI. Difundido com apoio da tecnologia, esse conjunto de técnicas e conceitos naturalmente se associou aos profissionais de computação. A lógica de criação de uma equipe de BI, ainda assim, não deve estar limitada ao departamento de TI. Como já destacamos várias vezes, o que faz BI funcionar é o vínculo estreito com a estratégia da empresa. O modo de funcionamento de uma área de TI pode não favorecer o trabalho da equipe de BI, deixando a atividade em segundo plano. De outra parte, as atividades de business intelligence podem adquirir importância tamanha que acabem afetando o desempenho da TI.

Certamente sua empresa já tem alguma atividade de business intelligence. Talvez várias, dispersas entre diferentes setores. Essas iniciativas têm alguma sinergia? Os sistemas conversam entre si? Os dados são vistos como ativos da empresa? Se a resposta para uma ou mais dessas perguntas for não, provavelmente não há ainda uma eficiente equipe de BI.

Equipe de BI pode atuar em BICC ou projetos

Uma forma de estabelecer o grupo pode ser por meio de um Centro de Competência de BI (Business Intelligence Competency Center – BICC). Criado como um departamento da empresa, o BICC será centralizador e difusor da cultura de BI. Com equipe fixa, vai reunir ferramentas e estratégia, dando direcionamento às atividades de gestão de dados no negócio. A vantagem, nesse caso, é ter um arranjo formal e consolidado, que poderá agir tanto como disseminador de práticas quanto como suporte às iniciativas da empresa como um todo.

Em outros empreendimentos, a equipe de BI pode funcionar como um comitê, ou atender a projetos. Em todas as situações, qualquer projeto de BI requer conhecimentos profundos tanto do negócio quanto das tecnologias utilizadas para implementação. É por isso que a equipe ideal deve ser composta de pessoas com perfis técnicos e estratégicos, de maneira mais integrada possível. Isso somará no grupo um grande número de habilidades, capazes de dar conta dos desafios encontrados.

Equipe de BI precisa ser multifuncional.

A configuração da equipe de BI pode varia conforme as necessidades de cada empresa – e dos recursos existentes. Entre os integrantes do grupo, além de especialistas de BI, podem estar gestores de projetos, profissionais de marketing e vendas e técnicos da área específica do negócio. Dependendo dos objetivos traçados, também colaboradores da área financeira, do RH, de logística. Quanto mais diversificado for o time, mais conhecimento poderá ser gerado a partir de seu trabalho. No entanto, para evitar uma equipe “inflacionada”, é preciso identificar quais são os papéis fundamentais no grupo, a partir das metas do negócio.

Competências de uma equipe de BI

Empresas que estão num nível mais adiantado na aplicação de BI podem compor a equipe com profissionais de business intelligence, estatística, Analytics, além de representantes dos diversos setores e analistas de negócios. Entre as funções essenciais, está a do sponsor, que não atua na equipe de BI, mas lhe dá suporte hierárquico.

Obviamente, o esperado é que todos os profissionais envolvidos tenham bom conhecimento em suas áreas de especialização. Mas algumas características, tanto técnicas quanto comportamentais, podem fazer a diferença em uma equipe de BI:

  • Todos os integrantes devem conhecer os conceitos básicos de BI. Ou seja, se isso não for possível na seleção do grupo, vale investir na formação inicial dos integrantes. Esse treinamento deve buscar um nivelamento mínimo sobre BI no grupo.
  • Como conjunto, a equipe de BI precisa reunir conhecimentos sobre os diversos aspectos envolvidos: ferramentas e tecnologias, gestão e integração de dados, arquitetura e modelagem, Analytics. Ainda sobre os dados disponíveis na empresa e o funcionamento dos processos de negócios.
  • Trabalho em equipe é uma das principais peculiaridades de BI. Se os colaboradores tiverem excelente nível técnico, mas não souberem atuar em grupo, o trabalho não terá sucesso.
  • Outro aspecto que certamente está na base de uma equipe de BI é a capacidade de comunicação. Isso vale tanto internamente, no grupo, quanto no contato com os stakeholders da empresa. Entender o que o usuário precisa e como oferecer isso a ele depende de comunicação. A mesmo habilidade será extremamente útil para treinar e disseminar a cultura de BI no negócio.

Quer sabe como business intelligence pode ser usado para alcançar a excelência operacional na sua empresa? Fale com a gente! E siga nossos posts no Facebook.

Edição: Svendla Chaves – jornalista

Imagens: Designed by Freepik

Conquiste a
Excelência Operacional

E-book:
Business Intelligence (BI)

BAIXE AGORA

About Otávio Monsanto de Paula

Profissional de Excelência Operacional e Business Intelligence! Blog: Excelência em Pauta.com.br
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Deixe um comentário

avatar