Estatística é a única forma de compreendermos o mundo!

Por que a estatística pode salvar o seu negócio

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
11
Tempo de leitura: 3 minutos

O estudo das ciências exatas, entre ela a estatística, ainda apresenta lacunas no Brasil. É comum que jovens e adultos afirmem não gostar de matemática, ou que apresentem dificuldades para compreendê-la. Ter familiaridade com os números, no entanto, é importante em qualquer atividade humana. Há cinco séculos, Leonardo da Vinci já nos mostrava o paralelo entre matemática e beleza. Na condução de empresas, então, saber analisar o que nos dizem os números é fundamental.

Vale dizer: Eu não gostava de Matemática…,muito menos Estatística!

Se a formação de preço e o balanço do caixa são a primeira porta para o cálculo dentro de um negócio, com a popularização das ferramentas de Big Data essa capacidade se tornou ainda mais imprescindível. Não é à toa que a estatística foi apontada como a melhor profissão de 2017 nos Estados Unidos. Lidamos cotidianamente com uma infinidade de dados que, se não forem bem compreendidos, se tornam inúteis. Assim, ainda que seja essencial contar com os profissionais da área, também é necessário que qualquer gestor tenha conhecimentos mesmo que básicos para entender o que lhe dizem os números e suas indicações probabilísticas.

A estatística pode ser utilizada para a compreensão de quase qualquer fenômeno. O consumidor não compra seu produto? O preço dos insumos aumentou? As condições climáticas afetam o negócio? Os funcionários faltam com frequência? A produção não cresce como esperado? Todas essas perguntas podem contar com ferramentas estatísticas para investigar causas e soluções.

Estatística e agronegócio

Sazonalidade e dependência do clima são duas peculiaridades importantes do agronegócio. Em ambos os casos, a estatística é um dos principais aliados para superar os desafios. A partir da análise de ocorrências, é possível fazer a análise probabilística de eventos, visando a ampliações ou contenções conforme o período, bem como à busca de soluções específicas por meio de ferramentas da agricultura de precisão.

Ficar de olho nos dados do mercado também é primordial nesse setor. Evolução e tendência de preços de commodities, médias anuais, balanço de exportações: itens a serem acompanhados no dia a dia. O IBGE, por exemplo, publica periodicamente estatísticas dos setores de agricultura e pecuária, bem como informações conjunturais sobre os estoques de produtos agropecuários prioritários.

Estatística e investimentos

A tomada de decisão de investimentos é um dos principais fatores que determinam o sucesso ou fracasso de um negócio. Compreender os riscos e calcular retorno: estas são as duas chaves para buscar um desempenho financeiro favorável.

Embora todas as decisões devam ser apoiadas por profissionais da área, o administrador precisa saber falar sua língua. Conceitos como média, desvio-padrão e coeficiente de variância são cruciais para fazer a avaliação da carteira de ativos. Conhecer essa linguagem vai auxiliar o gestor a compreender melhor o que está sendo apresentado. Vai lhe oferecer, ainda, mais segurança para optar por este ou aquele caminho a seguir.

People Analytics: estatística para gestão de pessoas

Estatística e pessoas

Já ouviu falar em People Analytics? Os dados e números, muitas vezes considerados elementos “frios” da gestão, já estão ajudando as empresas a encontrar soluções para problemas classificados como comportamentais. Pode ser o fim da rivalidade entre exatas e humanas!

Diferenças demográficas, de personalidade, de caráter, perfis psicológicos… Tudo isso pode parecer abstrato demais para se relacionar com a estatística. Mas não é: cada vez mais evolui a capacidade de análise de dados não estruturados. Ou seja, aqueles que vêm de redes sociais, entrevistas e depoimentos de clientes. A observação dessas informações pode ajudar, por exemplo, a descobrir por que os colaboradores de uma empresa são mais motivados. Ou como definir e sanar problemas com clientes.

Atenção para compreender os números

Como já dissemos, todas essas ações podem e devem contar com profissionais especializados, que saibam coletar, analisar e interpretar as informações da forma mais rigorosa. No entanto, nenhum gestor pode prescindir do conhecimento em suas tomadas de decisão. Quem sabe manusear e entender os números certamente terá mais controle em qualquer situação.

Vale também estar-se atento à comunicação dos dados, por meio de gráficos e outros sistemas visuais. Essa dica vale para quem é da área e precisa fazer apresentação das informações, e também para quem é público-alvo. Como já alertamos aqui no Excelência em Pauta, Analytics e Data Visualization são instrumentos importantíssimos e precisam ser bem utilizados nas empresas, sob o risco de ninguém entender nada do que está acontecendo… e ainda pensar que entende!

Você sabe o que é APL Digital? Aguarde, novidades estão por vir e você pode ser o primeiro a saber. Assine a nossa newsletter!

Quer saber mais sobre a aplicação da estatística na busca da excelência operacional? Fale com a gente e siga nossos posts no Facebook.

Edição: Svendla Chaves – jornalista

Imagens: Wynn Pointaux e Gerd Altmann/Pixabay

About Otávio Monsanto de Paula

Profissional de Excelência Operacional e Business Intelligence! Blog: Excelência em Pauta.com.br
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
11

7
Deixe um comentário

avatar
7 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
newest oldest most voted
trackback

[…] em métodos estatísticos, o Seis Sigma congrega diferentes ferramentas que têm como objetivo a redução de falhas. A meta […]

trackback

[…] estatística está presente em grande parte dos cursos universitários. Com frequência, é vista como aquela […]

trackback

[…] É assim que tem funcionado nas empresas de ponta, em uma velocidade cada vez maior. É assim que estão se desenvolvendo os negócios alavancados pela tecnologia. A aceleração e a eficiência dos processos se concretiza nas análises de simulação, que permitem que as melhorias sejam testadas antes de irem para o gemba. Tudo isso suportado por sistemas robustos de análise estatística. […]

trackback

[…] o pensamento humano, aprendendo com erros e se adaptando a novos ambientes. Tudo isso baseado em estatística! Como as máquinas são capazes de processar um volume gigantesco de informações rapidamente, […]

trackback

[…] um de nosso posts reforçamos a importância da estatística na administração do seu negócio ou seus investimentos. A partir do momento em que passamos a […]

trackback

[…] utilizar a estatística na gestão de negócios, garantimos resultados baseados na matemática, e não em “achismos”. O Controle Estatístico […]

trackback

[…] de dados, pagas ou não. Atualmente temos a necessidade de advanced Analytics, precisamos de medições mais confiáveis. Muitas ferramentas não ofereciam ou não oferecem essas habilidades nativamente. Isso faz com que […]