Fique de olho no conteúdo

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
Tempo de leitura: 3 minutos

Dados, dados e mais dados! Mas, espere aí, ainda não acabou: sua empresa vai ganhar em conhecimento e eficiência se processar não apenas os dados numéricos, como também aqueles de conteúdo. Qual a diferença? As informações numéricas vêm de dados estruturados, pesquisas, formulários, enfim: espaços nos quais não há chance de variabilidade (muito acentuada….) na resposta. Ou seja, seu cliente vai ter que responder sim ou não, ou colocar um número, ou optar por respostas previamente elaboradas por você. Já na mineração de texto, tecnologias mais densas permitem que você entenda como se expressa espontaneamente seu público-alvo, isto é, como ele pensa e sente.

Os dados não estruturados ou semiestruturados são aqueles de vêm de redes sociais, entrevistas, caixas de comentários e call centers, entre outras fontes. A avaliação desses textos pode ser uma forma de tornar mais eficazes e inteligentes os fluxos de negócios, uma vez que a análise de conteúdo pode complementar o conhecimento já oferecido pelos dados estruturados para as ações de business intelligence. As peculiaridades das interações humanas que ocorrem nas atividades de uma empresa dão uma visão mais completa que auxilia na compreensão de gargalos e também dá base para a tomada de decisões.

Por onde começar

A análise de texto, ou mineração de texto, envolve tecnologias e práticas para extrair informações relevantes de conteúdos mais complexos. Aplicando estruturas, forma modelos que podem ser replicados e que diagnosticam aquilo que se deseja investigar. Os softwares da área são sofisticados, pois consideram a linguagem natural e costumam incluir aprendizado – mesmo assim, existem interessantes opções em software livre.

As redes sociais oferecem um campo interessantíssimo para a aplicação desses métodos. Nelas, os usuários expõem pensamentos e sentimentos, que podem ser decisivos para processos de compra e mesmo para a solução de dificuldades comuns nas empresas, como não aceitação de produtos, dificuldades de adaptação, entre outras.

O primeiro passo, então, é identificar de quais canais de conteúdo seu negócio pode extrair as informações de que necessita. Essa técnica pode ser muito relevante para o marketing, mas outras áreas, como recursos humanos e produção, também podem obter benefícios interessantes. Avalie processos e operações para reconhecer em quais é possível obter os dados necessários para obter melhorias.

O segredo está na Análise!

texto

Atenção à rede

Observar as reações de seu público-alvo nas mídias sociais pode ser um bom jeito de tomar decisões mais acertadas e exatas. Nessa hora, no entanto, é necessário saber compreender as interações negativas e positivas, já que sentimentos não são tão fáceis de classificar quanto números.

Já estão à disposição diversos softwares de análise de redes sociais, que podem oferecer as respostas que sua empresa precisa. É necessário, como sempre, estar-se atento às reais necessidades de seu negócio, já que ferramentas padronizadas nem sempre vão proporcionar o resultado mais satisfatório. As técnicas disponíveis propiciam que sejam processados conteúdos em larga escala, na mesma lógica dos dados estruturados; algoritmos podem filtrar ruído, e a estatística é também aqui a melhor aliada, nesse caso acompanhada da linguística.

A análise dos sentimentos expressos nos textos em geral determinar uma polaridade, que indica satisfação e insatisfação. Em muitos casos, os comentários dos clientes são mais reveladores que as informações obtidas numericamente, já que englobam manifestações mais espontâneas.

Não esqueça de integrar

Como em toda solução de inteligência empresarial, é preciso orientar o conhecimento obtido de forma integrada com outras fontes. As informações trazidas pelos dados não estruturados devem ser consideradas em conjunto com os bancos de dados numéricos, de forma a elaborar na empresa um conhecimento sólido sobre todos os processos que dela fazem parte.

Monitorar é a palavra de ordem em qualquer caso, e idealmente todos os dados devem ser apresentados de forma consistente e visual, permitindo a fácil compreensão. Uma visão assim combinada possibilita que se compreenda a relação entre os pontos de contato com os clientes e preenche lacunas.

Acabou a era de perguntarmos as coisas, os dados nos informam isso!

Se você precisa de ajuda para promover seus dados como ativo – Governança de Dados – ou ainda implantar e gerenciar seu sistema de Business Intelligence, conte com a gente!

Novidade

Agora você acompanhar todas as nossas novidades pelo Facebook! Acesse e curta nossa fanpage!

Edição: Svendla Chaves – jornalista

Fotos: Werner Moser e Franky Joe – Pixabay

About Otávio Monsanto de Paula

Profissional de Excelência Operacional e Business Intelligence! Blog: Excelência em Pauta.com.br
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar