Sistema ERP industrial: o que é, para que serve, benefícios

Sistema ERP industrial: o que é, para que serve, benefícios ?

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
5
Tempo de leitura: 4 minutos

O surgimento da Internet revolucionou o mercado, onde há a necessidade de estabelecer novas relações de colaboração entre fornecedores e parceiros, exigindo novas metodologias e processos. O ERP Enterprise Resource Planning é um pacote de sistema de informação que auxilia esse processo, ele integra todos os aplicativos necessários de forma centralizada.

Geralmente ele composto por vários módulos, tais como: módulo financeiro, módulo de distribuição e módulo de produção, além da gestão da cadeia de suprimentos, gerenciamento de dados de produtos, comércio eletrônico e gestão de estoque. Com isso, o ERP ajuda as empresas a responderem as pressões da concorrência de forma eficiente e lucrativa.

Características do ERP e operações básicas

  • ERP é uma ferramenta de negócios que contribui para a satisfação do serviço ao cliente.
  • ERP facilita o fluxo de informações entre diferentes seções ou departamentos da organização.
  • ERP é uma solução eficaz para melhorar o gerenciamento de projetos.
  • ERP é construído com uma arquitetura de “sistema aberto”, o que permite a introdução automática das mais recentes tecnologias, tais como: Intranet, Videoconferência, E-Commerce, dentre outros.
  • ERP não só aborda as exigências atuais da empresa, mas também oferece a oportunidade de melhorar continuamente os processos.
  • ERP fornece ferramentas de inteligência de negócios que permitem os gestores a tomarem melhores decisões, aumento a lucratividade.

Por que o ERP é necessário?

  1. Para aumentar a eficiência da cadeia de suprimentos (supply chain).
  1. Para aumentar o acesso dos clientes aos produtos e serviços.
  1. Para reduzir os custos operacionais.
  1. Para reagir mais rapidamente e de forma flexível as mudanças do mercado.
    Sistema ERP industrial: o que é, para que serve, benefícios-lucratividade, riscos,arquitetura-de-negócios, projeto, implementação, desempenho, fornecedor, gerenciamento-de-dados, gerenciamento-de-projetos

Implementação ERP

Como o ambiente de negócios é dinâmico, há uma necessidade das organizações se tornarem globais. A chave para o sucesso reside na satisfação do usuário, por meio da compreensão das necessidades dos clientes e produtos / serviços de qualidade. No entanto, para atingir este nível de organização, é importante ter uma estratégia global de mercado.

A implementação de um projeto de ERP é um processo que consiste de muitas fases. As etapas “normais ” e de forma macro, envolvidas na implementação de um ERP são:

  • Planejamento do projeto
  • Análise operacional
  • Criação de processos
  • Instalação e configuração
  • Treinamento da equipe
  • Mapeamento das necessidades de negócios
  • Configuração do módulo
  • Interface do sistema
  • Conversão de dados
  • Treinamento do usuário final
  • Teste e revisão
  • Pós implementação suporte / auditoria

Em suma, a implementação de ERP pode transformar a maneira como a empresa conduz seus negócios. Ele ajuda a empresa a conectar seus recursos e utilizá-los da melhor maneira possível tendo como objetivo final a Excelência Operacional.

Fatores de risco para o sucesso do ERP

A implementação bem sucedida de um projeto de ERP exige planejamento. Abaixo os principais fatores de risco para o sucesso do ERP.

  1. Gestão: Entre os fatores mais importantes para o sucesso do projeto de ERP é o planejamento correto, o que inclui a compreensão das capacidades e limitações do sistema proposto, a definição dos objetivos e a comunicação estratégica corporativa.
    Outro elemento-chave relacionado gestão refere-se aos conhecimentos, competências, habilidades e experiências do gerente de projeto e membros da equipe. A equipe do projeto deve trabalhar de forma coordenada para atingir um objetivo comum.
  2. Seleção apropriada: Analisar e avaliar as ferramentas que a organização precisa e os processos que ajudarão nas tomadas de decisões é fundamental para uma implementação bem sucedida.
  3. Treinamento: Funcionários mal treinados que não sabem como operar adequadamente o sistema ERP, pode ser um risco para a operação. A transferência de conhecimento para os funcionários é sem dúvida mais importante do que a qualidade do sistema.
  4. Recursos: Um dos principais fatores críticos para o sucesso do ERP é determinar os recursos humanos e financeiros necessários para a implementação do sistema. Isto deve ser feito na fase inicial do projeto.
    Aqui cabe uma reflexão, a qual responde a uma pergunta ordinária por parte da empresa que toma para sí a responsabilidade de implementar um ERP: Quanto tempo levará a implementação?   E a resposta-básica (chavão) é: dependerá das pessoas da própria empresa (os também chamados de Key Users) que estarão envolvidas no projeto, muito mais do que dos consultores contratados.
  5. Metas e objetivos claros: A definição dos objetivos deve ser feita na fase inicial de qualquer projeto. É importante definir os objetivos do projeto antes mesmo de buscar apoio dos gestores.
  6. Suporte: O suporte do fornecedor representa um fator importante para manter a empresa atualizada com as últimas versões e módulos, além de assistência técnica e manutenção.   A escolha de um bom fornecedor pode ser caracterizada como fator crítico de sucesso para a implementação de um ERP.
  7. Comunicação: Uma boa comunicação é um componente chave para o sucesso do ERP. Por isso, é essencial comunicar de forma eficaz os membros da equipe, a fim de manter o funcionando do sistema.

Em suma, a implementação de ERP pode se tornar um processo complexo e arriscado se não for gerida de forma adequada e alinhada com todos os stakeholders da iniciativa. Todas essas questões podem minimizar o fracasso do projeto e maximizar o sucesso de implementação de um ERP.

Abaixo 2 blocos de links de “sucesso” e “insucesso” na implementação de um ERP:

REFERÊNCIAS:

Casos de “Sucesso”:

Casos de “Insucesso”:

A Excelência Operacional é um dos itens fundamentais para o coroamento dos negócios e maior lucratividade.

Quer saber mais sobre Excelência Operacional?!

Entre em contato e solicite mais informações.

Edição: Fernanda Toyomoto – Jornalista

 

About Otávio Monsanto de Paula

Profissional de Excelência Operacional e Business Intelligence! Blog: Excelência em Pauta.com.br
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
5

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
newest oldest most voted
trackback

[…] sistemas de integração de dados existe para congregar elementos oriundos de diversas fontes, como ERP, CRM e SCM. Os mecanismos de BI podem ajudar a revelar problemas de qualidade de dados, e é […]