Uso do e-mail marketing tem alto retorno sobre investimento

Ainda vale a pena usar e-mail marketing?

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
4
Tempo de leitura: 4 minutos

Conteúdo, vídeos, AdSense, AdWords, OOH digital: as possibilidades do marketing digital são inúmeras e abarcam diversas mídias. Nessa aglomeração de opções, o velho e-mail marketing às vezes parece superado como ferramenta interativa. Soluções que utilizem inteligência artificial e IoT podem ser mais avançadas tecnologicamente, e por isso apresentar maior apelo. No entanto, o e-mail marketing ainda é um dos instrumentos mais fáceis e baratos para obter resultados com seus clientes.

No início dos anos 2000, o e-mail era o principal canal para a divulgação de grandes ofertas e eventos. Contudo, o surgimento das redes sociais e a sua estratégia de monetização por anúncios, associados com o aumento do número de spams, acabaram por colocar em xeque a prioridade de campanhas via e-mail marketing. Hoje, a plataforma é utilizada majoritariamente para mensagens com caráter corporativo ou que exijam volume maior de texto.

De toda forma, é muito cedo para dizer que o poder de persuasão do e-mail marketing morreu. Embora chats e redes sociais sejam preferidos pelos mais jovens, o correio eletrônico ainda apresenta forte crescimento de uso. Além disso, continua sendo a principal forma de comunicação digital entre empresas e clientes, conforme aponta o Email Statistics Report. Elaborado pela Radicati Group, o relatório lembra que o e-mail é necessário para registro em quase todas as outras formas de comunicação, como redes sociais, e para transações bancárias e comerciais on-line.

Assim, o e-mail marketing ainda pode ser considerado como uma ferramenta decisiva, desde que seja utilizado da maneira correta. A questão é respeitar o consumidor e utilizar estratégias efetivas de vendas e de business intelligence.

O e-mail marketing e suas vantagens

  • Alcance grande e previsível, favorável à segmentação e à personalização.
  • Facilidade de acesso, monitoramento e medição.
  • Tecnologia simples e de amplo conhecimento.
  • Baixo custo.
  • Alta conversão.
  • Alto ROI.
  • Acesso a consumidores de maior faixa etária.
  • Formação de base de dados.
  • Acessível a empresas de todos os portes.
  • Utilizável em diferentes momentos da jornada de compra.
  • Adesão e fidelização do cliente.

O e-mail marketing precisa respeitar o cliente

Um dos principais fatores que levou a certo descrédito do e-mail marketing foi a geração de spams. Ainda é possível lembrar que, há poucos anos, antes dos filtros inteligentes, nossas caixas de entrada ficavam repletas de “lixo”. Enquanto os provedores desenvolveram ferramentas de filtragem, as empresas aprenderam que incomodar o cliente não é a melhor estratégia. A legislação também foi aprimorada, garantindo ao consumidor o direito de maior controle sobre seus dados pessoais.

Um exemplo é a General Data Protection Regulation (GDPR) da União Europeia, que regula proteção de dados e transparência no uso de informações. Embora esteja restrita aos países do bloco, a nova legislação certamente terá eco nos outros continentes. Com ela, as empresas precisam dar ainda mais atenção ao respeito ao usuário. Os dados devem ser coletados de forma explícita, de maneira que o internauta faça o opt-in conscientemente. Além disso, deve ser mantida a integridade e a confidencialidade dos dados pessoais.

Embora esses aspectos pareçam entraves, são também um dos valores do e-mail marketing. Quem opta por receber suas mensagens quer realmente conhecer seus produtos e serviços, que escutar sua empresa. Obviamente, é preciso conjugar a ferramenta com outras estratégias de divulgação para formar uma base de destinatários. Quando isso se concretiza, você tem o melhor dos mundos: fala exatamente com quem quer lhe ouvir. Essa é uma das principais razões da alta taxa de conversão do e-mail marketing.

E-mail marketing deve considerar experiência mobile

O e-mail marketing é lido em smartphones

Segundo o Email Statistics Report, em 2016, 1,7 bilhão de pessoas usaram e-mail em dispositivos móveis no mundo. O relatório indica ainda que 65% dos usuários de e-mail acessam suas caixas de entrada no celular. Assim, é importante lembrar que o layout do e-mail marketing deve sempre estar em sintonia com a experiência mobile.

Esse aspecto deve nortear o desenvolvimento das mensagens, tanto em forma quando em conteúdo. É necessário equilibrar volume de informações, tempo de carregamento e facilidade de leitura, sob pena de perder engajamento. Vale também considerar quem é o seu cliente: os de maior faixa etária ainda preferem o computador. No entanto, a tendência mobile é irreversível – em breve, o quesito idade não será mais tão relevante para segmentar públicos. Fique atento!

O e-mail marketing como microsite

Gradualmente, o correio eletrônico se torna um ambiente interativo. Ainda que essa tendência dependa de grande adaptação dos provedores de e-mail, ela revoluciona a experiência com as mensagens. Desde gifs e carrosséis a formulários integrados na mensagem, a interação traz um grande avanço para o e-mail marketing. Reduzir o número de cliques e evitar que o usuário precise sair da caixa de entrada para executar uma ação deve aumentar ainda mais o engajamento com as mensagens.

Essa tendência está de mãos dadas com a automação. Para quem está começando, pode ser dispensável ter um programador para a configuração do e-mail marketing. Há várias plataformas disponíveis no mercado, gratuitas ou de baixo custo, que proporcionam uma configuração acessível e descomplicada. Algumas delas permitem, inclusive, a criação de campanhas, otimização de SEO e métricas imprescindíveis. Tudo de uma maneira simplificada e de fácil compreensão.

As plataformas de e-mail marketing permitem que se acompanhem diversas métricas, como quantidade de cliques, localidade de cada usuário, tempo em que a mensagem ficou aberta na caixa de entrada do usuário, entre outros números importantes. Esses dados auxiliam na otimização de SEO e na definição do seu público-alvo para futuras novas campanhas.

Quer saber mais sobre marketing digital alinhado à excelência operacionalFale com a gente e siga nossos posts no Facebook.

Edição: Svendla Chaves – jornalista

Imagens: Muhammad Ribkhan e Antonynjoro/Pixabay

Conquiste a
Excelência Operacional

E-book:
Digital Transformation

BAIXE AGORA

About Otávio Monsanto de Paula

Profissional de Excelência Operacional e Business Intelligence! Blog: Excelência em Pauta.com.br
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
4

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar